Uma ambulância do SAMU ficou atolada no dia 3 de março, em uma estrada de terra que fica na comunidade de São Joaquim, município de Coração de Jesus. Os socorristas estavam indo atender um chamado de desmaio.

Jean Carlos Vidal Tavares, de 45 anos, é técnico em enfermagem do SAMU há onze anos e estava na ocorrência. Ele informou que no dia atolaram três vezes; uma na ida e duas na volta da ocorrência, quando já estavam com  vítima e familiares na ambulância.

“Saímos para a corrência era 5h40, mas só conseguimos chegar no hospital às onze da manhã. O que deveria durar cerca de duas horas, gastamos quase seis, o acesso era muito ruim, a chuva deixou tudo alagado e com muita lama”, disse ele. O profissional disse ainda que a ambulância precisou ser rebocada por dois tratores, um de uma fazenda em São Geraldo e outro trator da comunidade São Joaquim, ambas perto do localidade.

“Demos muita sorte que atolamos com o dia já amanhecendo, se fosse a noite tinhámos que esperar o recurso chegar e a maioria da região não tem sinal de celular, sorte que lá tinha e conseguimos fazer contato com a Regulação que avisaram aos familiares da vítima sobre o fato ocorrido que entenderam a situação. A nossa equipe levou a situação em uma boa, sem estresse, trabalhamos sempre com o sorriso no rosto, trabalhar no SAMU é assim, muitas emoções. O importante é salvar vidas!”, finalizou Jean Tavares.

A vítima esteve tranquila em todo o percurso, foi socorrida e medicada com os devidos cuidados.

Texto: Letícia Fernandes