A simulação realística de atropelamento envolvendo pedestre realizada em Montes Claros, na manhã desta quarta-feira (25), foi um sucesso! A ação desenvolvida dentro da programação da Semana Nacional do Trânsito teve como intuito instigar a população para a educação no trânsito.

O palco da encenação foi a avenida Deputado Esteves Rodrigues, local com um trânsito intenso de pedestres e veículos. A simulação consistia em um acidente envolvendo uma pessoa distraída que mexia no celular e atravessava a rua fora da faixa de pedestre. No exato momento, um motociclista passa pela avenida e acaba atingido o pedestre. A pessoa que estava sendo transportada na motocicleta não havia travado a alça do capacete vindo a bater a cabeça no solo.

As vítimas tiveram diversas fraturas pelo corpo e precisaram ser socorridas pelo SAMU e Corpo de Bombeiros. Em Janaúba, também teve simulação. Mas dessa vez, foi uma colisão de uma locomotiva e um carro. O objetivo foi chamar a atenção da população sobre os cuidados e atenção ao atravessar uma linha férrea. As ações nascem de uma parceria já consolidada entre o SAMU Macro Norte, MCTrans, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Polícia Militar, VLI, além de ligas acadêmicas de medicina.

O coordenador do Núcleo de Educação Permanente do SAMU, Ubiratam Correia, lembra que as motocicletas são responsáveis por cerca de 60% dos acidentes atendidos pelo SAMU Macro Norte e que as sequelas dos envolvidos podem ser graves afastando o motociclista de suas atividades ou até mesmo causando a morte de condutores, ciclistas ou pedestres.

De acordo com a diretora do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun), Kely Cristina de Moura Lacerda, a simulação é uma maneira simples e eficaz de chamar a atenção da população de como comportamentos inadequados, como não afivelar a alça do capacete ou atravessar uma avenida teclando no celular, podem causar acidentes graves no trânsito.

O presidente do Cisrun, Silvanei Batista Santos lembra que o lema da edição 2019 da campanha é “No Trânsito, o Sentido é a Vida”. “Ao meu ver, o lema é muito claro atribuindo a responsabilidade de um comportamento consciente não só aos condutores dos veículos automotores, mas também aos pedestres”, conclui.

Por Jane Felix
Assessora de Comunicação
SAMU Macro Norte
Contato: (38) 9 9944-0311
ascom@cisrun.saude.mg.gov.br

Deixe uma resposta