O Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) Macro Norte participou de uma ação realizada em parceria com os clubes do Rotary International de Montes Claros, na manhã deste sábado, 11, na praça Dr. Carlos. Quem compareceu ao ponto mais movimentado de Montes Claros pode usufruir de diversos serviços gratuitos como aferição de pressão e teste de glicemia, entre outros serviços. A banda de música da Polícia Militar também esteve presente tocando músicas populares.

O objetivo do evento, segundo a governadora assistente do Distrito 4760 do Rotary, Rose Durães, foi mostrar o trabalho do rotariano na cidade. Para quem não sabe, o lema da instituição é “Dar de Si Antes de Pensar em Si” e existem oito clubes do Rotary, apenas em Montes Claros. O evento ainda serviu para marcar a passagem do Dia do Rotariano, que é comemorado em 23 de fevereiro, mesma data em que foi fundado o Rotary, em 1905.

Técnicos do SAMU participaram da iniciativa levando informações à população sobre as características do Acidente Vascular Cerebral (AVC), e como socorrer uma pessoa caso os sintomas sejam constatados. “É importante saber identificar para facilitar o atendimento. Entre os sinais típicos do AVC estão a assimetria na face, enrolamento na fala e perda da sensibilidade e da força nos membros”, explicou Thiago Guimarães Gomes, enfermeiro e instrutor do SAMU.

A técnica em enfermagem do SAMU Jenilce Valdevino da Silva alertou aos presentes que não são apenas os idosos que podem ter um acidente vascular. “Hoje, qualquer pessoa pode vir a sofrer um AVC: jovens, adolescentes e até mesmo crianças”, explicou o que grande parte da população desconhece. Joaquina Márcia Gonçalves, técnica em enfermagem do SAMU, acrescentou que “quem tem problemas cardíacos está mais propício a ter um AVC”. “Recomendamos a prática de exercícios físicos e uma alimentação adequada.”, concluiu.

A equipe ainda sugeriu aos idosos que moram sozinhos a deixarem uma chave da residência com um parente ou vizinho de confiança, pois “se o SAMU chegar ao local e a casa estiver trancada, os socorristas não podem arrombar o imóvel, e precisam solicitar a ajuda da Polícia Militar, fazendo com que atendimento demore ainda mais”, lembra Jenilce.

Antônio Gonçalves é pintor e morador do bairro Planalto e recebeu orientações dos técnicos do SAMU. Para o pintor as dicas foram importantes para ajudá-lo a identificar um possível AVC.
“Agora sei que quando uma pessoa tiver paralisia facial ela pode estar tendo um AVC”, mostrou o que aprendeu. O também pintor Jair Ferreira da Silva, morador do bairro Monte Alegre, ficou satisfeito com as informações que recebeu enquanto conversava com o amigo Antônio, no banco da praça. “É muito importante uma palestra como essa que acabei de receber. Vai contribuir muito para minha saúde”, observou.

O auxiliar de manutenção José Osmar Almeida, reside no bairro Alto São João, e contou que veio acompanhar o filho durante a ação e aproveitou para fazer alguns exames que estavam sendo oferecidos no local. “Minha glicose deu 118, está normal. Agora vou olhar como está a minha pressão pra ver se está tudo bem com a minha saúde”, contou satisfeito com a oportunidade.

8a841cd5-dc85-4f01-a383-723b8ec3f567 8ae630bc-85cd-453e-b53a-b0bc888ccda7 f0b113a9-741d-44af-aeeb-7ea1a8006956 94e44d40-5e5b-44a4-871b-b66b10aa3626 (1)

Por Jane Felix
Assessora de Comunicação
SAMU Macro Norte
Contato: (38) 9 9944-0311
ascom@cisrun.saude.mg.gov.br

Deixe uma resposta