O Núcleo de Educação Permanente do SAMU Macro Norte participou do Workshop de Urgência e Emergência promovido pelo Centro Acadêmico Mário Ribeiro da Silveira da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), na tarde dessa sexta-feira (12). A capacitação aconteceu no campus-sede da universidade e teve como objetivo levar instruções básicas do Suporte Básico e Avançado de Vida aos acadêmicos do curso de medicina.

O treinamento se iniciou com uma aula teórica apresentada pelo coordenador do NEP, Ubiratam Lopes, situando os alunos sobre as particularidades do serviço de urgência e emergência e o trabalho desenvolvido pelo SAMU no Norte de Minas. Em seguida, os instrutores Ildefonso Leite e Antônio Osmar puderam mostrar na prática as técnicas que devem ser utilizadas durante uma parada cardiorrespiratória e socorro à uma vítima de acidente de trânsito.

“Pelo fato do SAMU ser um dos ícones em referência no atendimento pré-hospitalar, o treinamento contribuirá no aprendizado do acadêmico, o SAMU, hoje, consegue trazer essa realidade com técnicas apuradas e atualizadas. A gente coloca na prática o que a gente vivencia realmente no atendimento pré-hospitalar”, disse Antônio Osmar que acredita que será um ganho para os futuros profissionais da medicina, pois entenderão como funcionam todos os procedimentos e em que sequência eles acontecem.

O diretor do Centro Acadêmico da Unimontes, Danilo Filho, acredita que a necessidade de se capacitar é contínua e também participou do curso. “O SAMU está em contato com a literatura mais recente, então, vem cada vez mais dando novas informações e mudando nossa forma de ver através de estudos, ou seja, medicina baseada em evidências em uma situação que para a gente é muito importante, que é a urgência e emergência”.

Ana Carolina de Almeida está cursando o primeiro período de medicina e participou das dinâmicas como “vítima” através de simulações envolvendo acidentes de trânsito. A estudante, que está começando uma longa jornada como acadêmica, acredita que a experiência vivida logo no primeiro ano de faculdade será importante para o seu desenvolvimento. “Apesar de estar no primeiro período, é bom a gente ter noção de primeiros socorros, porque você não precisa ser um profissional da saúde para lidar com esse tipo de situação, acontece em qualquer lugar com um trânsito intenso e pessoas imprudentes”.

O coordenador do NEP, Ubiratam Lopoes, acredita que a ação é uma forma de aproximar a instituição ao meio acadêmico. “As palestras são uma complementação da grade de ensino e mostram como realmente a rede de urgência funciona, como são as boas práticas do Suporte Básico de Vida tanto no atendimento clínico, como no trauma e isso para a gente é uma forma de proporcionar aos alunos um material com o que há de mais atualizado”.

“Entre as funções do SAMU, está a de difundir o conhecimento adquirido por nossos técnicos ao longo dos anos e pode ser fundamental na vida de qualquer pessoa, uma vez que qualquer um pode presenciar em casa, no trabalho, na escola ou na rua um episódio em que o primeiro atendimento, antes da chegada dos profissionais especializados, pode fazer toda a diferença”, explica a diretora executiva do Consorcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun).

Por Jane Felix
Assessora de Comunicação
SAMU Macro Norte
Contato: (38) 9 9944-0311
ascom@cisrun.saude.mg.gov.br

Deixe uma resposta