O Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun)/SAMU Macro Norte está realizando um trabalho com os membros da Liga Acadêmica Norte Mineira de Urgência e Emergência (Lanmue) para que os estudantes iniciem um estágio na instituição que é referencia em atendimento móvel de urgência e emergência.

O grupo, que é formado por 14 acadêmicos de medicina, acompanhará os profissionais do SAMU nas ambulâncias do tipo Unidade de Suporte Avançado (USA) durante as ocorrências. A expectativa é que, no próximo mês, a organização já comece a acompanhar as ocorrências nas USA’s juntamente com os profissionais do SAMU.

Os membros da Lanmue participarão de um treinamento contínuo com aulas teóricas e práticas com temas como segurança de cena, imobilização e pranchamento, cinemática do trauma, atendimento clínico em pediatria e adulto, além de suporte básico de vida. Durante uma das avaliações, foi aplicada uma dinâmica para fortalecer a concentração em meio ao barulho e à alteração da luminosidade, que são algumas das adversidades encontradas durante as ocorrências.

“O SAMU, não só pra quem cursa medicina, mas para qualquer profissional da área da saúde, é uma referência! A visão que os acadêmicos têm do profissional do SAMU é de um profissional completo que – realmente – salva vidas. Então, a gente espera que tenha um pouco desse conhecimento e dessa prática antecipada pra que, quando nos formarmos, estejamos aptos para trabalhar nessa área”, confidenciou o presidente da Lanmue, Jhonatan Rodrigues Silva. “E também se desenvolver cientificamente através de estatísticas, dados para que a gente possa escrever artigos juntamente com a instituição”, acrescentou.

“Houve uma prova para, justamente, filtrar aqueles acadêmicos que tinham afinidade com o tema e que tinha conhecimento. Entre cerca de 90 inscritos conseguimos filtrar sete”, disse o coordenador do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Ubiratam Lopes Correia. A Liga Acadêmica também terá um papel importante dentro da sociedade, “pois irá auxiliar o Núcleo de Educação Permanente no desenvolvimento de atividades científicas e de educação em saúde através de palestras para a comunidade, na prevenção de acidentes, trotes, agravos à saúde, ética e cidadania”, destacou o coordenador do NEP.

A diretora executiva do Cisrun, Kely Cristina de Moura Lacerda, ainda lembrou que o NEP é o setor da instituição responsável pela capacitação continuada de todos os profissionais do SAMU e que realiza atividades periódicas em todas as 36 bases descentralizadas e o Complexo Regulador do SAMU Macro Norte, além de eventos esporádicos em que estudantes e outros profissionais da área da saúde também podem participar.

O presidente do Cisrun, Silvanei Batista, ressaltou que entre as incumbências do SAMU Macro Norte estão a prestação de um serviço de atendimento móvel de urgência e emergência gratuito e de qualidade à população, e que a multiplicação do conhecimento também é algo que sempre é e sempre será incentivado pela instituição.

 

Por Jane Felix
Assessora de Comunicação
SAMU Macro Norte
Contato: (38) 9 9944-0311
ascom@cisrun.saude.mg.gov.br

Deixe uma resposta