Prefeitos dos 86 municípios que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun) participaram, nesta quarta-feira (17), da 4ª Assembleia Geral Ordinária do órgão. A reunião, que aconteceu no auditório da 11ª Região Integrada de Segurança Pública, discutiu assuntos referentes ao SAMU Macro Norte, que tem o Cisrun como gestor.

Obedecendo ao princípio da transparência, que é um dos pilares da Administração Pública, conforme estabelece a Constituição Federal, o contador técnico do Cisrun, Ivan Oliveira, deu início à reunião com a apresentação da prestação de contas da instituição. Em seguida, a diretora executiva do Cisrun, Kely Cristina de Moura Lacerda, falou a respeito das principais ações e conquistas do órgão no ano de 2017. “No dia 27 de dezembro, foi publicada uma portaria, pelo Ministério da Saúde, ampliando as Unidades de Suporte Avançado (USA’s). Serão disponibilizados R$ 250 mil para a aquisição de cada ambulância”, contou.

A diretora ainda explicou que os municípios de Bocaiúva, Francisco Sá, Monte Azul, Manga e Salinas foram selecionadas para receber as UTIs móveis em virtude da localização das cidades, das distancias existentes nessas localidades e o tempo de resposta às solicitações de atendimento, além do fluxo elevado de veículos em rodovias que cortam a região e que contribui para o número alto de acidentes.

A implantação do Suporte Aéreo Avançado de Vida (SAAV) no Norte de Minas, que é uma parceria do SAMU com o Corpo de Bombeiros, e a criação de uma equipe do SAMU especializada em ocorrências com múltiplas vítimas, e os treinamentos intensificados que estão sendo realizados para a continuidade do atendimento de qualidade aos pacientes nesse tipo de situação, também foram anunciadas durante a reunião.

Fabiano Soares, que ocupa a presidência do Conselho Fiscal do Cisrun, além de ser prefeito de Montezuma, elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo atual presidente do Cisrun e manifestou o desejo de que Batista continue na presidência do órgão.

O presidente do Consórcio, e prefeito do município de Porteirinha, Silvanei Batista, destacou a importância do trabalho para a região e a dedicação dos profissionais do SAMU com o serviço. Silvanei Batista ainda pediu a contribuição e atenção dos prefeitos para a regularização das dívidas com a instituição para que o trabalho não fique comprometido, uma vez que 6% da verba de custeio do SAMU vem da municipalidade.

“O trabalho do SAMU, graças a Deus, hoje, é muito bem reconhecido em toda a região. A vinda do helicóptero para cá foi uma conquista, principalmente, da dedicação da equipe”, disse. O presidente do Cisrun ainda relatou que a tragédia da Creche Gente Inocente, em Janaúba, foi uma oportunidade para o governador ver mais de perto o trabalho do SAMU na região, o que o sensibilizou. “Para ele, não houve dúvidas para onde direcionar essa aeronave”, finalizou Silvanei Batista.

Deixe uma resposta